Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

ajoelhado_31
No comando: Oração de Fé

Das 00:00 as 01:00

20160216115950
No comando: Bom dia Cidade

Das 08:00 as 10:00

23518872_1111964392273953_5481204028424081408_n
No comando: Manha com a Louvai FM

Das 10:00 as 12:00

diarioweb_ouvindomusica-300x359
No comando: Tarde Feliz

Das 13:00 as 18:00

25443154_1976915825930677_8650105184329005811_n
No comando: Aguas que Curam

Das 14:30 as 15:30

nova-imagem
No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

24296757_1969898189965774_4252050662339779938_n
No comando: Culto da Familia

Das 19:00 as 22:00

foto
No comando: OS MEUS PEDIDOS NAS MAOS DE DEUS

Das 19:00 as 22:00

24294435_1968322356790024_321173736106803402_n
No comando: O Sangue de Jesus tem Poder

Das 19:30 as 22:00

1467415_1384993075080510_1447804884_n
No comando: A Hora do Estudo

Das 23:00 as 00:00

23622318_1962536417368618_6798064160753157067_n
No comando: Palavra Jovem

Das 23:00 as 00:00

324570
No comando: Debate em Foco

Das 23:00 as 01:00

nova-imagem-3
No comando: Palavra de Fé com Pastor Anderson Oliveira

Das 12:00 as 12:10

24174280_1970216433267283_4705713922212310996_n
No comando: A Tarde da Benção

Das 14:00 as 17:00

Jogador diz que orar em línguas lhe ajudou a fazer lançamento que garantiu o título

Compartilhe:
tua-tagovailoa

A partida final do título do campeonato de futebol americano universitário foi marcada por um lançamento do quarterback Tua Tagovailoa. Nascido no Hawai, ele fez sua estreia no time da Universidade do Alabama na temporada 2017/2018.

Reserva, ele não entrava em campo desde 21 de outubro, foi chamado pelo técnico Nick Saban para entrar no segundo tempo, na partida final que ocorreu esta semana. Ele fez várias jogadas boas, mas foi o lançamento preciso, de mais de 40 metros, que virou o jogo para a equipe e o fez ser aclamado como “herói”.

Após o jogo, Tua deu várias entrevistas para a TV. Uma delas, para a ESPN, acabou gerando polêmica. Além de agradecer a Jesus Cristo “meu Senhor e Salvador”, disse que seu time estava perdendo e que “em Deus todas as coisas são possíveis”. Revelou ainda que “estava orando em línguas no vestiário quando o técnico avisou que ele iria entrar”.

O quarterback, responsável pelos lançamentos, é o jogador mais importante do time e Tua disse que sempre ora durante as partidas por que isso o “mantém calmo”. “Eu diria que meu equilíbrio vem da minha fé”, afirmou o jovem à imprensa depois da partida que o consagrou.

O campeonato universitário é bastante popular nos Estados Unidos e visto como uma espécie de laboratório para os grandes times, como a “Copa São Paulo” no Brasil. A postura de Tua, que falou abertamente sobre sua fé nas entrevistas foi elogiada pelo evangelista Franklin Graham.

Nas redes sociais, ele elogiou o jogador de 18 anos por sua ‘audácia’ em falar sobre oração na transmissão da ESPN. Especialmente por que a emissora já fez matérias condenando jogadores cristãos por misturarem esporte e religião.

“O quarterback novato do Alabama, Tua Tagovailoa, usou o fato de ser o centro das atenções para testemunhar a glória de Deus e Seu Filho Jesus Cristo após o jogo”, escreveu Graham no Facebook.

“Ele disse ao mundo todo que agradecia ao seu Senhor e Salvador, Jesus Cristo e… que toda a glória é de Deus… É ótimo vermos um jovem atleta usar o espaço na mídia para reconhecer o que Deus fez em sua vida na frente de milhões de pessoas. Tremendo testemunho, Tua!”. 

Deixe seu comentário: